Seguro Agrícola

  • Home
  • Seguro Agrícola

O que fazemos

Seguro Agrícola

O Seguros Agrícola têm como objetivo garantir indenização aos prejuízos causados por eventos climáticos ocorridos na lavoura, decorrentes dos riscos cobertos pela apólice.


Seguro de Produção: o limite máximo de indenização é calculado com base na produtividade esperada da área segurada multiplicada por um valor definido (nível de cobertura e valor da saca em R$) no momento da contratação, que será o mesmo valor utilizado em caso de indenização; Ou seja, seguro de produção garante um montante de sacas por hectare definido no momento da contratação, este montante é chamado de produtividade segurada. Caso o produtor perca abaixo deste montante, ele terá direito a indenização.


Seguro de Custeio: o limite máximo de indenização é calculado com base no custo de produção da lavoura. A indenização ocorre quando a produtividade obtida é inferior à garantida na apólice, comprometendo a capacidade financeira da produção;

Seguro Multirrisco

Cobre diversos riscos climáticos numa única cobertura. Na cobertura básica estão inclusos os principais riscos climáticos, tais como chuva excessiva, seca, geada, granizo, raio e incêndio, entre outros.


Nesta modalidade é importante observar as seguintes variáveis:


Produtividade Esperada: tem como referência o potencial de produção da lavoura, baseando-se na média histórica de produtividade da área a ser segurada. O mercado segurador geralmente define esses números com base em dados do IBGE, de cooperativas, instituições financeiras e até do próprio produtor rural.


Nível de Cobertura: refere-se a um percentual de proteção garantido pela apólice, baseando-se na produtividade, e varia de 50% a 85%, conforme a seguradora e o produto. Quanto maior o nível de cobertura, maior a proteção oferecida pela apólice.


Coberturas Adicionais: alguns produtos oferecem a possibilidade de contratação de coberturas adicionais, como Cobertura de Replantio e de Perda de Qualidade.


Seguro de Riscos Nomeados

Oferece coberturas distintas para riscos climáticos específicos, de modo que o produtor possa contratar proteção apenas para os riscos de seu interesse. Por exemplo, em áreas de baixa temperatura, o produtor rural pode optar por contratar apenas a cobertura de geada.

Em culturas de frutas e hortaliças, o principal objetivo é cobrir as perdas qualitativas, além da produtividade. Em culturas de grãos e cana de açúcar, a indenização costuma se basear na proporção da área atingida em relação à área total segurada.

Na apólice deve constar a franquia ou POS (Participação Obrigatória do Segurado), que é o percentual de risco assumido pelo próprio produtor, o qual normalmente varia de 10% a 30%.

Seguradoras

Dúvidas? Entre em contato agora mesmo